Transição Capilar para Homens – Conheça Tudo que Você Precisa

Transição Capilar para Homens

Hoje vamos falar sobre transição capilar para homens.
Por muito tempo era tido como absoluto que apenas o cabelo liso ou levemente ondulado era “bom”, bonito e elegante.

Felizmente com a influência das blogueiras que mostravam na internet suas experiências com a transição capilar, hoje cabelos cacheados e crespos são melhor aceitos e milhares de pessoas estão dando uma chance aos seus cabelos naturais.

Transição Capilar para Homens
Transição Capilar para Homens

Não são apenas mulheres que estão sendo encorajadas a assumir os cachos. Os homens também estão recebendo essa influência e de certa forma tem ainda mais facilidade em aderir.

Como já existe o estereótipo de que cabelo curto é algo tipicamente masculino, é mais fácil abrir mão das madeixas compridas ou mesmo raspar a cabeça e deixar o cabelo natural vir sem grandes pressões.

O ato de cortar a parte com química dos fios e deixar vir o cabelo natural é chamado de big chop, o grande corte.

Ele é visto como uma atitude corajosa e muitas vezes radical, mas também libertadora. Você pode fazer o big chop raspando a cabeça e deixando daí virem os fios virgens, ou deixando o cabelo virgem crescer e ir cortando a parte alisada aos poucos.

transiçao-capilar-em-homem
transiçao-capilar-em-homem

O melhor é fazer como se sentir mais à vontade.
Outra opção é aderir aos dreads, tranças ou penteados enquanto estiver passando pela transição capilar.

O bom de um cabelo médio ou comprido é poder variar os looks com coques, rabos de cavalo e penteados mais elaborados. Você ficará cheio de estilo e há como não parecer que está com duas texturas de cabelo.

Mais uma opção é optar por finalizações. Pode-se usar gel, cremes, grampos e até canudos para deixar todo o cabelo numa textura parecida com o natural.

Há vários tutoriais na internet e dicas de quem já passou pelo processo de transição capilar e quer ajudar mais pessoas que buscam um cabelo natural e saudável.
Esperamos que o post tenha ajudado.

Coragem e boa sorte!

Fonte: Bárbara Cavalcante